CANAL DA LOGA

O Coletor da LOGA
Unidade Ponte Pequena
Unidade Bandeirantes
Aterro Vila Albertina




< Voltar a página inicial

Unidade Ponte Pequena

Você está em : CANAL DA LOGA | Unidade Ponte Pequena



Imagem ilustrada da estação de transbordo Ponte Pequena

O visual moderno e clean, o uso de tecnologia de ponta no tratamento do ar, isolamento acústico, controle de odores e efluentes líquidos são apenas algumas das inovações que fazem da Estação de Transbordo Ponte Pequena uma das mais modernas da atualidade. Em operação desde 5 de março de 2012, está localizada no bairro do Bom Retiro. A edificação de três mil metros quadrados, tem capacidade para comportar diariamente no fosso receptor de armazenamento temporário de resíduos, seis mil toneladas. Sua estrutura possibilita a chamada "transferência limpa" entre caminhões e carretas em galpão fechado, antes realizada a céu aberto.

A logística de transferência a partir do transbordo é importante, poiso resíduo passa dos compactadores para as carretas, reduzindo o número de caminhões nas vias e permitindo o retorno imediato para a coleta.Os resultados são: menor impacto no trânsito, economia dos recursos naturais e financeiros, tempo, mão de obra, entre outras vantagens.

Tecnologias

Especialmente construído para reclusão total de resíduos, o galpão possui pressão negativa, um sistema com potentes exaustores que captam e conduzem os gases emitidos pelos resíduos para uma sequência de filtros, em um ciclo de 10 renovações por hora. As cortinas de ar em todas as aberturas do edifício possibilitam a saída de ar apenas pelo sistema de filtragem, devolvendo ar limpo à atmosfera. Além disso, a cortina também permite a entrada do ar externo para renovação do ar interno da estação.

As novas instalações contemplam uma gestão mais eficaz dos efluentes líquidos gerados no interior do fosso de 4.000 m³. Estes são contidos em piso estanque de concreto, revestido com película de proteção ao ataque químico e conduzidos para um reservatório específico que, posteriormente, são enviados para tratamento final pela empresa de saneamento básico de São Paulo.

Para controlar a eficiência do novo tratamento de odores da estação, um sistema capta e monitora, a partir de sensores e em tempo real, o ar em torno da Estação de Transbordo. O controle também é feito a partir de uma Estação Meteorológica, espécie de biruta eletrônica que mede a direção, a velocidade dos ventos e a pressão atmosférica.

Com a revitalização, os resíduos não ficam expostos ao meio ambiente. A adoção de cobertura em telhas termoacústicas minimiza a emissão de ruído para o ambiente externo. O edifício fechado colocou fim à exposição de resíduos, que traz benefícios visuais e  valorização da região, e, dessa forma, não permite a proliferação de insetos, reduzindo vetores de contaminação, especialmente roedores, o que representa melhor qualidade de vida, segurança e condições de trabalho na estação para os colaboradores, além de mais proteção e saúde para a comunidade.


Assuntos Relacionados

Solicitação de visitas e pesquisas
Você, sua família, empresa ou escola podem visitar o Aterro Bandeirantes, que não recebe mais resíduos e passa por manutenções periódicas.

TAG: ATERRO

Unidade Bandeirantes
A LOGA é responsável pelas atividades de vigilância, manutenção, monitoramento e destinação do chorume gerado no Aterro Bandeirantes.

TAG: ATERRO

Aterro Vila Albertina
O Aterro Vila Albertina encerrou suas operações em 1993 e a LOGA, ao tornar-se concessionária, iniciou também a gestão de monitoramento do bem público.

TAG: ATERRO


LOGA Logística Ambiental de São Paulo - Sede e Central de Operações: Av. Marechal Mário Guedes, 221 - Jaguaré - São Paulo/SP - CEP 05348-010 - T: 11 2165.3500

© 2017 | LOGA - Logística Ambiental de São Paulo S/A. Todos os Direitos Reservados
Hospedado por: ExacTI